Início > Uncategorized > Um certo Olhar

Um certo Olhar

Resolvi registrar minhas impressões e opiniões sobre filmes que por acaso acabo assistindo. Não haverá aqui uma tendência a respeito de gêneros, escolas ou épocas. Será, bem da verdade, uma miscelânia. Anotarei qualquer coisa mais pertinente ou inadiável tanto quanto sobre um Frank Capra quanto Sergio Corbucci; tanto sobre John Ford quanto Kurosawa; passando por um Lucio Fulci ou Douglas Sirk (Todavia, devo revelar que descambarei um pouquinho para a apreciação do que eu particularmente chamo de “filmes suspeitos”). O leque de diversidade (com qualidade)  para a apreciação dessa Grande Arte é imenso, como sabemos os cinéfilos. O que não pode haver é preconceito, com o qual se corre o sério risco de se deixar passar batido pérolas inimagináveis.

O Blog, porém, não terá o compromisso de emitir opiniões ou comentários aprofundados sobre os filmes. A leveza e a abordagem inusitada darão o tom aqui. Poderá acontecer de um filme receber um comentário de cinco ou seis linhas, para se lhe ressaltar somente um aspecto, uma cena; ou quem sabe um comentário mais distendido, um post mais longo. Tudo dependerá da minha empolgação, indignação ou indiferença com a obra apreciada. A regra é não ter regras. A tônica, devo enfatizar, serão anotações breves, soltas. Não haverá informações de fichas técnicas. Prefiro imaginar que o provável leitor que porventura passará os olhos por essas futuras linhas seja um conhecedor razoável da obra comentada. Caso contrário, não há nada hoje em dia, nenhum assunto ou tema insondável, nenhum mistério ou ignorância, que uma boa pesquisa na internet não amenize ou supra, não é mesmo? Isso sem contar que há inúmeros blogs mais apropriados para uma abordagem mais crítica e técnica a respeito do assunto.

Porei-me à vontade, igualmente, para tratar de vez em quando de uma outra paixão: os livros. Haverá espaço, sim, para uma ou outra bravata a respeito de autores e livros lidos. Ou de outro assunto qualquer. Porém, sempre relacionado à esfera da chamada “Produção Cultural”. Sempre no intuito de registrar uma impressão, uma sensação, uma alegria, uma descoberta, uma frustração.

Pois o olhar gratuito é isso. O olhar generoso e despojado, despido de preconceitos; o olhar visceral, apaixonado; o olhar puro e primitivo sobre o que mais amamos, o que mais nos seduz. O olhar, como óbvio está, que não espera nada em troca. Enfim, que sigam-me os bons!

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. 25/02/2010 às 17:11

    Puxa o banco, assiste, escreve e fica por aí o tempo que quiser então. O blog já me atraiu.
    Abraço e sucesso!

  2. 25/02/2010 às 17:14

    Caraca, o wordpress me logou com um link que eu nunca vi na vida. O primeiro comentário é meu, mas o blog que ficou registrado é nheca!!!
    Abraço

  3. 25/02/2010 às 20:29

    Viva Fidani.

    Os filmes do Demofilo Fidani por regra afastam-me, mas pelo sim pelo não vou manter-me por perto. Estás no meu blogroll.

    Um abraço desde Portugal!

  4. 26/02/2010 às 14:08

    Adicionei seu link em meu blog. Um abraço.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: