Início > Uncategorized > Assalto à 13ª DP

Assalto à 13ª DP

Falando anteriormente sobre os gêneros mais cinematográficos, o que dizer então de “Assalto à 13º DP” (Assault on Precinct 13, EUA, 1976), o segundo longa do John Carpenter? É escancarada e sabida a influência que o “Rio Bravo” (Onde começa o inferno) do Hawks e “A noite dos mortos vivos”, do Romero, teve não somente nesse filme como em quase toda a obra do Carpenter. “Assalto à 13ª DP” se constitui assim numa tentativa in loco de extravassar essas influências em um filme barato de um iniciante. Há aqui, para resumir: Membros de uma gangue cercando uma delegacia – que está prestes a ser desativada – com a intenção de resgatar um homem que ali se refugiou depois de matar um bandido; Temos poucos policiais (na verdade 2, um homem e uma mulher) sendo obrigados a pedir ajuda de dois presos que ali se encontram; o cerco nortuno à delegacia às escuras, com criaturas deslizando por entre as sombras das árvores para melhor se posicionarem e, que, a seguir, começam a surgir ameaçadoramente quando a invasão propriamente dita começa a se realizar, sugindo do nada de corredores e janelas (fica evidente a evocação da mítica fugira de zumbis sedentos por sangue e carne humana). Em meio a isso não faltam tiros e vidros estilhaçados.

Bando de meliantes prontos para a ação.

O filme até começa muito bem. São introduzidos os núcleos (bandidos, delegacia e transferência de presos – os quais se convergirão lá na frente) de forma exemplar, calma e silenciosamente – adornados pelo brioso e inesquecível tema muiscal que o próprio Carpenter compôs. Porém, após as cartas serem dispostas à mesa, e quando de fato os conflitos propostos pelo frágil roteiro têm que ser resolvidos é que o filme, como ideia, mostra de forma clamorosa todas as suas deficiências. Nada contra a forma do filme sm si. Pelo contrário: Assalto á 13ª DP é um ótimo exrcício de cinema: tem planos-sequências básicos e eficientes, enquadramentos limpos, montagem fluente e uma música mais do adequada e intrigante. E aqui já se percebe o enorme cuidado e a preocupação com a fluência e a objetividade narrativas que caracterizarão brilhantemente os futuros trabalho desse mestre em formação.
Policias e prisioneiro acuados dentro da 13ª delegacia.
Entretanto, quanto à solução dos conflitos aqui propostos a sucessão de eventos é tão estapafúrdia e absurdamente inverossímil que a muito custo nos convecemos que o jovem Carpenter não está de gozação com nossa cara. Assalto à 13ª DP é um ótimo entretenimento desde que se relegue absolutamente à anomalia que é a situação proposta e seu desenlace. Se isso é ou não possível fica a cargo de cada um.

Anúncios
Categorias:Uncategorized
  1. 03/03/2010 às 07:25

    Mais uma deriva western. Clássico!

  2. 03/03/2010 às 10:49

    Na verdade, Pedro. Quase toda a obra do Carpenter é derivada do Western. Ou dos filmes B de sci-fi dos anos 50 e de forma geral do cinema italiano dos anos 60/70. Se trata sem dúvida de um grande cineasta.

  3. 03/03/2010 às 12:57

    Você deu uma malhada no filme que eu não sei se concordo. Vou até querer rever em breve pra tirar a limpo, hehe!

    • 03/03/2010 às 17:20

      E olha que eu considero o Carpenter um dos 15 melhores cineastas da história heim!

  4. 03/03/2010 às 18:00

    Qualquer malhada neste filme eu discordo! hehe
    Eu considero o Carpenter um dos meus 2 diretores favoritos… o outro é o Cronenberg.

  5. 03/03/2010 às 18:14

    Sério, Perrone, gosta tanto do Carpenter assim??!! Saiba que eu não fico atrás. Simplesmente ele é um dos 2 cineastas(o outro é o Kubrick) do qual vi a OBRA INTEGRAL feita pro cinema! Só não vi do Carpenter o telefilme que ele dirigiu sobre o Elvis. O resto vi tudo. Aliás tou querendo rever o melhor filme dele (Fuga de Nova Yorque) para poder comentar aqui…

  6. 03/03/2010 às 20:03

    Reveja… é o meu segundo filme preferido dele. O primeirão é o The Thing!

  7. 03/03/2010 às 21:11

    Qual o melhor Carpenter? Fico dividido entre “Fuga de Nova York”, “The Thing” e “Halloween”…

  8. 05/03/2010 às 14:28

    Tenho que assistir esse filme, comprei o DVD a anos atrás e esta lá parado. Infelizmente vi o remake que é uma bosta.

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: